ASSOCIADOS

Conheça os festivais associados, suas produções e os acompanhe nas redes sociais! 

*Esta página está em construção. Se você é um associado da ABRAFIN e não encontrou seu nome aqui, nos acione através do abrafin2020@gmail.com

ABC pró HC (SP)

Festival de rock independente, voltado para a tecnologia, grafite e SK8

Facebook
Instagram

Acorda (DF)

Festival de música de Sobradinho DF

Facebook
Instagram

Afete-se (DF)


Afete-se se propõe a construir um espaço de carinhos, afetos, alegria, euforia e muito amores. Um espaço para cultura e voz, registros e memória, conteúdo com afeto e qualidade, e muito papo pela frente. Queremos que as pessoas realmente se afetem! mas sempre com muito respeito e sem nenhuma discriminação. Não aceitaremos atitudes machistas, homofóbicas, transfóbicas, racistas, misóginas, etc.

Instagram 
Facebook
Youtube

Arrastão Cultural (SP)

O Projeto Arrastão Cultural nasceu em 2012, com o objetivo de divulgar e fomentar artistas de diversas linguagens, contemporâneos e independentes da cidade de Guarulhos e outros localidades. Em seus oito anos de existência, já produziu inúmeros festivais ao ar livre, a partir da parceria com outros coletivos, com o poder público e entidades da iniciativa privada. O coletivo trabalha com profissionais de diversas áreas, dentre os quais jornalistas, técnicos de som, fotógrafos, designs, ativistas, produtores e pessoas engajadas em colaborar. Em 2019, o Arrastão Cultural realizou uma edição especial do seu Festival no Sesc Guarulhos, e ao longo de dois dias de evento cerca de 70 artistas guarulhenses de diversas linguagens e em 2021 o coletivo cultural apresentou a sua nona edição do festival pelas redes sociais em uma série de cinco programas com bandas, artistas e poetas da cidade.

Facebook
Instagram

Até o Tucupi (AM)

Alonso Junior

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas em 2019 completa 13 anos de realização anual ininterrupta, sempre se reinventando e pensando de maneira dinâmica e colaborativa seu formato! Realizado em Manaus, o evento propõe intensa programação artística-cultural, envolvendo público, artistas, produtores e agentes culturais.
O Festival desenvolve ações sócio-culturais, mobilizando, capacitando e conectando em rede, jovens agentes culturais das diversas zonas da cidade, através de atividades de formação em comunicação e produção nos meses de outubro e novembro, integrando esses jovens à equipe do projeto. O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas é realizado pelo Coletivo Difusão – associação cultural coletiva de Manaus, que visa fomentar cultura e que desde 2006 atua promovendo a integração entre as manifestações artísticas independentes nos eventos e projetos que assina; desenvolve troca de informações entre os cenários culturais para escoamento e intercâmbio das produções independentes; incentiva as experimentações artísticas, viabiliza e organiza oficinas, seminários, workshops, eventos culturais e grupos de estudos relacionados à produção artística com intuito de mapear e incentivar não somente a produção, mas a pesquisa e a capacitação dos atores envolvidos, tendo como público-alvo prioritário a juventude, estimulando o seu protagonismo na sociedade.

Facebook
Instagram

 

 

Arvo Festival (SC)

O ARVO é um festival de música brasileira que nasceu para transformar o comportamento e o consumo de música e cultura em Florianópolis. Aproximadamente 10.000 pessoas passaram pelas 5 edições realizadas com mais de 60 horas de programação musical e nos trouxeram para o momento que estamos hoje: o ARVO Festival 2021. Com o DNA criativo pautado no Brasil de Norte a Sul, vamos criar uma experiência que reverbere a cultura tão rica do nosso país. Dias 09 e 10 de outubro, em um novo formato repleto de novidades, viveremos o #brasildenorteasul juntos.

Instagram
Facebook
Youtube

 

Balaiada (RS)

O Balaiada Festival ocorre na cidade de Esteio/RS e nasceu em 2015. Já no primeiro ano, figurou entre os grandes festivais de rock do Rio Grande do Sul. 
 
Bananada (GO)


Criado em 1999, o Festival Bananada mudou a cena independente brasileira e tornou-se um dos festivais de música mais importantes do País. O evento conseguiu fortalecer a cena contemporânea brasileira com o que há de mais atual na produção musical e, nestes 22 anos de história, realizou um intercâmbio por meio de shows com nomes atuais e importantes da música brasileira, intercalando com atrações internacionais e inserindo Goiânia no mapa do cenário musical.
Após mais de uma década num formato enxuto, com a maioria das atrações locais e acontecendo somente em um local com dois palcos, o Bananada se renovou. Em 2012, acompanhando a tendência dos festivais gringos, tornou-se um evento que, em uma semana, mostra o que há de melhor e mais relevante na cidade englobando restaurantes, teatros, casas noturnas e agora é um festival multicultural com participação de bandas nacionais e internacionais, exposição de artes plásticas, circuito de skate e gastronomia. Desde a mudança, o festival só cresce, se adaptando às novas realidades e amadurecendo conceitos.
Com a pandemia de COVID-19, em 2020, o Bananada criou possibilidades virtuais e de conteúdo com as BanaLives, bananada.tv e outras ações. Em 2021, o Festival segue com o ímpeto de participar da transformação nesse momento tão desolador, em um mundo melhor para todes.

Site
Facebook
Instagram

Bicicleta Sem Rodinhas (PB)

Realizado no fim do segundo semestre em Campina Grande na Paraíba, o Sem Rodinhas recebe bandas de todo o país que estão em circulação pelo Nordeste.

Facebook
Instagram

 

Big Bands (BA)

Sem verba publica ou privada, muito coração e pouca razão. O Festival Bigbands chega a sua IX edição trazendo para Salvador grandes nomes da cena independente de música. Conhecido por promover uma programação que agrega atividades culturais e shows, o Bigbands tá na área fazendo o intercâmbio entre artistas de todo o país. Desde 2008, nosso objetivo é fortalecer o cenário da música que faz barulho no Brasil. Então chegue mais e descubra tudo sobre um dos mais importantes eventos da música independente na Bahia.

Facebook
Instagram

Bourbon Festival Paraty (RJ)

Pedro Guida

Festival Internacional de jazz / blues / r&b / soul, consolidado como um dos mais importantes festivais de música do Brasil. 

Instagram
Facebook

Bourbon Folk & Blues (SP)
Bourbon Street Fest (RJ)

Inez Medaglia

Shows ao ar livre em SP, RJ, BSB com artistas ritmos de New Orleans: BLUES, JAZZ, RHYTHM’N’BLUES, SOUL, TRADITIONAL, BRASS, NO FUNK, ZYDECO, CAJUN

Facebook
Instagram

 

Bocadim - Festivalzim LGBTQ+ (DF)

 

NINA QUINTANA

Festival e plataforma artística de promoção de cidadania e direitos de LGBTQ+. Desde 2014

Instagram
Facebook
Site

BR 135 (MA)

Festival gratuito, que tem o objetivo de ocupação de espaços públicos com arte, Acontece desde 2012, atualmente com o público de 90 mil pessoas. O festival acontece em dois eixos: shows e conferências de música anuais, envolvendo temas de interesse da música e mercado, cidadania e transformação social através da arte.

Site
Facebook
Instagram

 
Bradamundo (SC)

Festival Multicultural com acampamento incluso, que iniciou sua jornada em 2020, aos pés dos cânions de Aparados da Serra, que dividem SC do RS.

Facebook
Instagram

Breve Festival (MG)

Phillipe Guimarães / BS Fotografias

Breve. Curto e indefinido momento entre o agora e o depois.

Breve. Mais longa nota musical, que ultrapassa o compasso usual.
Na modernidade líquida, tudo que é solido se desmancha no ar. Mas por mais breve que sejam, algumas coisas insistem, perduram, não perecem. E é assim com a música feita por (in)certos artistas que “parecem” à frente do seu tempo. “Parecem”, pois na verdade, estes artistas são a síntese do que é, do instante-já, capturam no ar o sentimento de uma geração e o espírito do mundo. Ao fazê-lo, marcam e se projetam ao longe, ao futuro: 20, 30, 40, 50 anos… para eles, o aqui e o agora é só o começo. Conectam-se à noosfera com suas antenas e sonares invisíveis. Por quantos anos ouviremos falar e ouviremos os ecos de Beatles, Beethoven, Bach? E quem são os novos clássicos que só o tempo dirá? Em Breve saberemos.
Breve Festival. Música pra Durar.
Cangaço Rock Festival (PE)

Jamilys Nogueira

Cangaço Rock Fest é um festival independente que acontece desde 2011 em Serra Talhada, Pernambuco.

Instagram
Facebook

 

CasaBloco (RJ)

O Festival CasaBloco envolve várias linguagens e produz a reunião de diferentes expressões carnavalescas brasileiras, estimulando conexões culturais e intercâmbios entre cidades e artistas. É um espaço de troca de experiências e de estéticas ligadas ao carnaval, de difusão e intercâmbio, com uma programação que reúne shows, bailes, exposições, rodas de conversa, feiras de arte, mostra de cinema de filmes do tema carnaval, oficinas, performances e apresentações musicais. O festival trabalha com a fusão de grupos e artistas tradicionais e contemporâneos.

Facebook
Instagram

 

Cardápio Underground (SP)

O Cardápio Underground é uma mostra de artes integradas com apresentações musicais, residências artísticas multidisciplinares, sessões de cineclube e rodas de conversas. O festival acontece anualmente, em Bragança Paulista/SP, desde 2004. Com duração de uma semana, o Cardápio integra música, cinema, artes visuais, fotografia, performance e moda. É uma plataforma de difusão para novos artistas, circulação de artistas da cena independente, formação e engajamento de público jovem. O público é majoritariamente composto por jovens e adultos de 20 a 40 anos.

Facebook
Instagram

Caipiro Rock (SP)

Criado em Serrana (SP), em 1997, o festival reunia bandas e artistas independentes da cena cultural underground do final dos anos noventa e início dos anos 00. Fomentando a música autoral na região da Alta Mogiana (Nordeste Paulista) já que algumas edições foram realizadas em outras cidades. Ganhando o formato de festival de artes integradas (dança, exposições de artes, workshops, teatro, circo, esportes e percursos formativos) a partir de 2004, com o movimento cultural do CECAC (centro cultural criado na cidade a partir do festival). Desde então o Caipiro Rock é realizado em espaços públicos, abertos a população e sem cobrança de ingressos. Hoje reúne público estimado de 4 mil pessoas em dois dias, sendo um dos principais eventos do calendário cultural da cidade e região.

Facebook
Instagram

 

Celebração da Consciência Negra (PE)

O festival teve sua primeira edição no ano de 2008. Até hoje ele é realizado anualmente. Sua programação vai de acordo com as parcerias que tenhamos conseguido realizar. A realização do festival é da Associação dos filhos e amigos de Vicência, uma ONG que gerencia o Ponto de Cultura e Museu Poço Comprido, área rural do município de Vicência. É o principal evento que realizamos, sempre no mês de Novembro. Contempla shows com grupos é artistas da cultura popular, seminários e oficinas com foco na cultura popular. Para este ano de 2021, temos recursos do Funcultura, governo de Pernambuco, após aprovação em edital para realizá-lo em novembro de 2021. Estamos por enquanto aguardando os meses que se seguem para ver qual metodologia iremos adotar. Em fevereiro deste ano, com recursos da Lei Aldir Blanc, realizamos de forma virtual. Segue o endereço YouTube para verificação: Museu Poço Comprido.

 

 

Circadélica (SP)

Festival de Música, diversão e arte

Facebook
Instagram

 

Circuito Instrumental (MG)


Festival de música instrumental que circula por várias cidades do interior de Minas Gerais.

Instagram
Facebook
Site

Contato (SP)

Equipe Colaborativa

Festival multimídia colaborativo que acontece desde 2007 na cidade de São Carlos, interior de São Paulo. Com 11 edições realizadas até hoje o festival tem a música como seu carro chefe, mas conecta as diversas linguagens artísticas através de temáticas que debatem o Mundo contemporâneo a cada edição. Com shows, performances de artes cênicas, cinema, oficinas, debates e diversos encontros temáticos. Com programação gratuita, o festival é realizado em diversos espaços da cidade e tem o seu final de semana principal em parque público e nos deus 5 dias de duração agrega mais de 25 mil pessoas.

Site
Facebook
Instagram

 

Conexões Sonoras (BA)

André Fofano

O Conexões Sonoras é um projeto musical que visa conectar artistas, misturando sonoridades, sotaques e estilos, celebrando a diversidade cultural da música brasileira. O projeto visa realizar conexões sonoras a partir da interação artista-público e artista-artista, em três etapas: No primeiro momento será realizada uma votação popular onde o público é estimulado a participar da formação do Line UP do projeto, ajudando a definir a conexão entre os artistas.

No segundo momento, a interação acontece com o público, off-line, através de shows onde os artistas dividem o palco.
E no terceiro momento, serão realizados encontros musicais, gerando conteúdos exclusivos para distribuição digital como webclipes e singles, que irão compor playlists e streamings para interação online com o público.
Congresso Bruxólico (SC)

Festival com acampamento incluso voltado a apresentar novas bandas do cenário independente do rock produzido no Brasil

Facebook
Instagram

Convida (DF)

Fotos por Moviola – Mídia Livre & participantes da oficina de Cobertura Fotográfica e Audiovisual de Eventos

Festival guarda chuva, formado pelas etapas Arena Convida, ConvidaPRO, Convida nas Escolas, Convida Capacitação e Movimentando a Cena. Trabalha o fomento, formação, divulgação e capacitação de artistas, técnicos e outros profissionais do mercado musical

Facebook
Instagram

Coração Candango (DF)

AnimarsBR

O coração candango veio pra contar a história do DF através dos diversos sotaques do país que vieram ajudar a escrever o sonho de uma nova capital federal. Por meio da música e das culturas de cada estado se formou a cultura candanga e queremos exaltar ela através do festival. 

Facebook
Instagram

 

Distrito Jazz (RS)

Em 2019 Porto Alegre ganhou um novo festival de música instrumental: o Distrito Jazz. Em sua primeira edição, o evento promoveu encontros e shows no Quarto Distrito. À noite tiveram apresentações de expoentes artistas locais, nacionais e internacionais que adentraram a madrugada com jam sessions afiadas. Durante o dia ocorreram workshops, palestras e bate-papos sobre o mercado do jazz. Foram três dias de ingressos esgotados e um público total de mais de 1000 pessoas. Com curadoria de Bruno Melo, produtor cultural e jazzlover de carteirinha, o Distrito Jazz oferece ao público e aos artistas três dias de imersão na música instrumental em ambientes propícios à inventividade e criatividade dentro e nos arredores do Quarto Distrito de Porto Alegre. “O festival chega com a vontade de expandir a relação dos músicos da cena local com o que está acontecendo no mundo, propiciando assim momentos de imersão e co-criação, levando ao público todas essas fusões. Acima de tudo, queremos criar um território afetivo, para que músicos possam se encontrar, ensaiar e interagir”.

Instagram

Divas Pride Festival (SP)

Trata-se de um Festival 100% online e gratuito transmitido pelo nosso canal do YouTube. Mas nossa intenção é transformar numa série de eventos presenciais com um mix de opções de eventos paralelos: feiras, palestras, shows, festas, etc – pra assim poder remunerar os artistas e convidados, criar oportunidades de trabalho para técnicos em espetáculos, cenógrafos, designers, fotógrafos, figurinistas e também arrecadar fundos visando ajudar instituições que atuam junto à comunidade LGBT.

Facebook
Instagram

 

Do Bosque (PE)

O Festival do Bosque é um evento que celebra a música popular, alternativa ao mainstream, e independente das grandes produtoras. É um mecanismo importante para a difusão da música que não possui espaço nas rádios comerciais das cidades do território de identidade do Sertão do São Francisco. Se propõe uma produção colaborativa de diversos grupos de produção de arte, de várias linguagens artísticas com preponderância.

Facebook 
Instagram

Domingueira no Lago (RS)

Válter Júnior

Somos um movimento cultural independente que objetiva ocupar o espaço público, promovendo integração, música e consciência ambiental em Viamão. 

Facebook
Instagram

 

Dopesmoke Festival (BA)

Pedro Henrique Caldas

Reunindo as vertentes mais pesadas do rock mundial, o Dopesmoke Festival é sediado na cidade de Feira de Santana, uma das principais cidades do interior baiano. O Dopesmoke busca se consolidar como um dos principais festivais do estilo na região nordeste.

Facebook
Instagram
Youtube
Site

DoSol (RN)


O Festival DoSol tem 16 edições presenciais e 2 online realizadas. Uma marca histórica para um evento que tem como foco ser a principal vitrine da música potiguar para o resto do país. O DoSol também é considerado referência nacional pelo sólido trabalho de construção e fortalecimento da nova música autoral produzida no Brasil, quando proporciona um grande intercâmbio entre artistas de várias regiões e países. A programação do DoSol envolve mais de 100 shows por edição no mês de novembro, focada em artistas dos mais diferentes estilos, tamanhos e estéticas, formando público e fortalecendo o mercado médio da música do Brasil.

Facebook
Instagram
Site

 

Elemento em Movimento (DF)

Coletivo Expressão

Festival de música e cultura urbana que objetiva descentralizar a cultura do DF, trazendo o público para a periferia. O festival dura cerca de seis meses com oferta de oficinas profissionalizantes para o mercado da cultura, 3 dias de seminário e 2 dias de programação artística. Palco, Tenda, Praça dos Elementos do HIP HOP: torneio de basquete de rua, Feira da Quebrada, grafite e slackline

Facebook
Instagram

Em(cantos) Nordestinos (BA)

O festival (Em)cantos nordestinos tem como objetivo enfatizar a importância da cultura nordestina através da música, literatura de cordel, expressões corporais em um cenário criativo e expressivo podendo mostrar a importância de cada obra e a biografia de cada artista levando conhecimento, estimulando a representatividade e assim ainda auxiliando no despertar da consciência do quanto devemos valorizar a cultura de raiz de um povo que construiu o país e é também responsável por colocar comida na mesa das casas do Brasil, evidenciando o quanto essa valorização é importante para a existência, sobrevivência e transformação social. A importância do festival (Em)cantos nordestinos é traduzida na difusão da riqueza e da versatilidade da cultura nordestina, sensibilizando o público para a necessidade de preservar essas expressões artísticas e estimulando a formação de público para os/as artistas locais com criação, experimentação, inovação e desenvolvimento da arte de raiz e todas as suas expressões.

Facebook
Instagram

Facada Fest (PA)

Festival underground independente antifascista.
Facebook
Instagram

Faro (RJ)

O Festival Faro é uma extensão do programa de rádio FARO e em 2020 vai promover sua 7a edição. No line up, artistas da cena independente que ainda não estão estabelecidos no mercado da música mas já apresentam um trabalho consistente com engajamento de público.

Facebook
Instagram

Fest Bossa & Jazz (RN)

o Festival contempla o jazz, musica instrumental, bossa nova e blues

Facebook
Instagram

Febre (SP)

Festival e Conferência de Música que acontece em Sorocaba desde 2015.

Facebook
Instagram

Festival de Música da Juventude de Fortaleza - FMJF (CE)

 

O Festival de Música da Juventude é de caráter competitivo e formativo, voltado a todos os gêneros e estilos musicais, tendo como objetivos aprimorar, desenvolver e incentivar ainda mais os talentos jovens da cidade, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Juventude, realiza o Festival de Música da Juventude de Fortaleza. Para isso, o Festival pretende atender à crescente demanda juvenil na cidade de Fortaleza. Com as transformações tecnológicas há, na produção musical, um considerável número de grupos, artistas, bandas, músicos, arranjadores, compositores, intérpretes e coletivos que trabalham de modo independente e necessitam difundir suas produções musicais. Também tem por objetivo contribuir com a formação de jovens com cursos, oficinas e workshows no sentido de desenvolverem melhor suas habilidades artísticas e capacidades técnico-produtivas para inserção no mercado musical e na cadeia produtiva da cultura. O Festival de Música da Juventude seleciona a cada edição 36 projetos musicais que atuem no município de Fortaleza, sendo estes formados por no mínimo 50% (cinquenta por cento) por jovens entre 15 (quinze) e 29 (vinte e nove) anos. Sua programação consiste em 6 (seis) seletivas com 6 (seis) apresentações dos 36 (trinta e seis) projetos musicais selecionados, onde os seis melhores projetos, escolhidos por júri técnico com critérios pré estabelecidos, seguem para a grande final. A primeira edição do Festival foi realizada em 2016 e 4 edições no total, sendo a última em 2019, e tendo sua trajetória interrompida em 2020 devido à pandemia de Covid-19. No seu histórico 144 grupos já se apresentaram no Festival e cerca de 600 projetos musicais inscritos e mais de 20 atividades formativas em seus 4 anos de realização.

Facebook
Instagram

 

Feira de Música (CE)

A Feira da Música foi criada em 2002 com o objetivo de agregar e fortalecer os atores da cadeia produtiva da música no Brasil, dinamizando negócios na área da economia criativa e propondo uma gestão pautada em estratégias nacionais de escoamento da produção.

Facebook

Feira Noise Festival (BA)

Duane Carvalho

O maior Festival de Música Independente e Artes Integradas da Bahia.

Facebook
Instagram

Festa da Música no Maranhão - FMM (MA)

 

Um encontro que celebra a diversidade e o legado da música no Maranhão por meio do “Prêmio Papete” e uma vasta programação que inclui shows, oficinas, workshop e feira da música. A “FMM” surgiu para contribuir com o fortalecimento da cena atual da música, e ainda reconhecer e incentivar artistas, grupos e instituições/empresas que se destacaram com trabalhos e iniciativas na área. A primeira edição realizada em 2019 reuniu um grande público e representou um marco histórico para a música no Maranhão. Em 2020, por conta da pandemia, foi realizada a edição especial “Sustentabilidade Musical”, com programação virtual no Estaleiro Escola, contemplando dezenas de artistas, profissionais e jovens da comunidade do Sítio Tamancão.

Instagram

 

Fica Dendi Casa (BA)

Festival online, inspirado no @ficoemcasabr, realizado de 16 a 19 de abril de 2020, no Instagram e Facebook, com a participação de diversos artistas da Bahia.

Instagram
Facebook

FLIB - Festival Internacional de Flamenco e Cultura Iberica (BA)

O encontro entre culturas, a fusão dos ritmos e a interação entre as origens são elementos marcantes do FLIB. A programação inclui oficinas, encontros, debates, reuniões, atividades educativas e de experimentação, Jam Sessions e o Tablado Flamenco .

Site
Instagram

Forró da Lua Cheia (SP)

Multigênero, Multicultural, imersão, campismo, 4 dias, área rural

Facebook
Instagram

Fora da Casinha (SP)

Festival nacional de bandas independentes

Facebook
Instagram

Geleia (SP)

O Festival Geleia é um festival de música e arte completamente independente de Taubaté-SP, no Vale do Paraíba, interior do estado.

Facebook
Instagram

 

Goyaz Festival (GO)

Criado em 2006 para atender um grupo fiel de expectadores, o Goyaz Festival promove um verdadeiro caldeirão de sons, misturando as criações regionais, nacionais e internacionais passando por inúmeros gêneros musicais do Jazz a World Music.

Em suas edições anteriores o Goyaz Festival recebeu grandes nomes da música instrumental, se consolidando como o maior festival do gênero no Centro-Oeste e um dos maiores do país. Por ele passaram grandes nomes da música instrumental nacional como Hélio Delmiro,Hermeto Pascoal , Leo Gandelman , Ricardo Leão , Banda Pequi , Orquestra Filarmônica de Goiás, Azymuh , Pife Muderno , Ricardo Silveira , João Donato , Raul de Souza, Hamilton de Holanda, Wagner Tiso, Toninho Horta, Naná Vasconcelos, Trio Corrente, Samba Jazz Trio, Raul de Souza, Mauro Senise, Cristovão Bastos , Gilson Peranzzetta, Arthur Maia, Libertango, Galinha Caipira Completa, César Camargo Mariano, Quarteto Brasil , Jaques Morelenbaum, Paraphernália, Rogério Caetano, Marco Lobo, Yamandú Costa, Toninho Ferratti, Bocato, Cama de Gato, Nenê Trio, Zé Canuto , Eumir Deodato, Zé da Velha e Silvério Pontes, Bororó , Marcelo Maia ,Eduardo Machado, Diones Correntino Paulo Moura, Kiko Continentino, Guinga e os internacionais Tangueto , Nicolas Krassic e Scott Feiner entre dezenas de outros grandes artistas da cena instrumental .
Em suas oito edições, o Goyaz Festival recebeu mais de 30000 mil pessoas presencialmente, e mais de 150000 mil ouvintes em suas transmissões, bem como ofereceu oficinas de música e instrumentos para o público goiano

 

Grito Rock (SP)

O Grito Rock é um festival de música integrado em rede. Ele teve sua primeira edição em 2003, na cidade de Cuiabá, e a partir de 2007 passou a ser realizado de forma integrada em diversas cidades. A partir daí o Grito Rock espalhou-se por todo o Brasil e pelo Mundo. Em 2012 o festival aconteceu em 400 cidades de 40 países diferentes, em uma plataforma descentralizada e integrada.

Facebook
Instagram

Guaiamum Treloso Rural (PE)

O Guaiamum Treloso Rural é o único festival de música independente de Pernambuco que coexiste com a natureza. Realizado na fazenda Bem-Te-Vi, em Aldeia, a cada edição o GTR cativa o público exigente do estado que valoriza a diversidade cultural, podendo apreciá-la em uma estrutura gigantesca que se inova a cada ano.

Grandes nomes nacionais e regionais da música brasileira já fizeram parte da programação nos últimos 4 anos. Performances artísticas, maracatú, intervenções e experiências únicas também encantam o público durante as 14 horas ininterruptas de festival. Ao mesmo tempo, o GTR se empenha em conscientizar a todos sobre a preservação do meio ambiente através de instalações de reciclagens, e disponibiliza um tipo de ingresso cuja renda é destinada a projetos ambientais. 

Facebook
Instagram

Haynna e Os Verdes (DF)

O Festival Haynna e Os Verdes teve início em dezembro de 2018. O protagonismo negro, LGBTQIA+ e as múltiplas linguagens são o destaque do evento que também conta com acessibilidade em libras e toda a equipe técnica representada de forma expressiva por pessoas negras e LGBTQIA+. 

O Festival Haynna e Os Verdes conta com o Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF) e é idealizado e realizado pela banda de mesmo nome há quatro edições. Ocorre em Samambaia, Ceilândia e Taguatinga, Regiões Administrativas do Distrito Federal e busca também promover a descentralização da cultura. Além disso, conta com feira literária, feira criativa de artesanato, concursos de dança, bawl de vogue, espaço para crianças, praça de alimentação, público diverso, com várias faixas etárias, integrando todas raças, classes sociais, todas as identidades de gênero. Se afirma pela multiculturalidade e pela interseccionalidade dos públicos e das atrações. 

Facebook
Instagram

Hiphop.Doc Festival (MG)

O Festival HipHop.doc tem como objetivo promover o encontro dos diversos atores sociais, bem como valorizar e fomentar a cultura do movimento Hip Hop por meio de projetos, que contam com a realização de workshops, oficinas, palestras e shows que auxiliam na promoção, capacitação, circulação, e descentralização dessa cultura junto ao seu público.

Facebook
Instagram
Site

Ilumina (GO)

Camilla Albano

Música, Vivências, Yoga, Talks e Veganismo

Site
Facebook
Instagram

 

Imagina No Carnaval (DF)

Fotos: Shake It | @shakeit

O imagina no carnaval surgiu como iniciativa que queria auxiliar os blocos a terem autonomia pra sair no carnaval. Com o aumento da proporção do carnaval ele se reinventou também é agora é uma vitrine pro que nos espera no carnaval da cidade priorizando sempre os blocos locais e fazendo a junção com bandas nacionais que normalmente não estaria no DF nessa época do ano. 

Facebook
Instagram

Internacional da Sanfona (BA)

Evento anual sobre o universo da sanfona e a cadeia produtiva do acordeom em Juazeiro-BA, com forte impacto positivo local e visibilidade consolidada no Brasil e no exterior. Inclui atividades educativas e espetáculos eruditos e populares, com grandes artistas brasileiros e estrangeiros. Cada edição traça um panorama do que há de melhor da sanfona no Brasil e no mundo.

Facebook
Instagram
Site

Jazz Trancoso (BA)

O festival Jazz Trancoso, que já está na sua segunda edição, tem como objetivo reunir músicos e bandas de jazz em um cenário paradisíaco para apresentações musicais. O objetivo é proporcionar a todo o mundo a oportunidade de usufruírem de shows de jazz gratuitos, atraídos pela combinação de cenários paradisíacos e música de qualidade.

Facebook
Instagram

Jazz do Capão (BA)

O Festival de Jazz do Capão é realizado na Chapada Diamantina desde 2010. Já são 8 edições levando música de qualidade em sintonia com a natureza. Nesta 9ª edição, o Festival será realizado no formato online, com transmissão feita pelo Canal do Youtube do Festival.

Facebook
Instagram

Joâo Rock (SP)

Festiva de rock nacional e suas vertentes faz em 2021 20 anos e 20 edições. Com publico de 70.000 pessoas hoje é um dos maiores e principais festivais do gênero no Brasil.

Facebook
Instagram

La Bomba Latina (GO)

“La Bomba Latina” surgiu em 2010 e desde o início apresenta artistas de países Latinos, em Goiânia e Córdoba, na Argentina, garantindo o intercâmbio e uma aproximação entre o Brasil e seus países vizinhos. Em 10 anos, o projeto “La Bomba Latina” já apresentou mais de 40 artistas latino-americanos, em diferentes espaços e formatos.

Lado BA - panorama de música e mercado (BA)

Taylla de Paula

Panorama de música e mercado da Bahia

Site
Facebook
Instagram

LapaJazz (RJ)

O Festival LapaJazz apresenta em sua programação um bom panorama da criação instrumental brasileira atual, trazendo à Fundição Progresso música de altíssima qualidade com acesso popular. O Festival também realiza programa educativo de masterclasses com aulas gratuitas de grandes mestres instrumentistas. 

Facebook
Instagram

MATE - Música, Arte, Tecnologia e Educação (RS)

Encontro internacional sobre música e economia criativa que acontece em Porto Alegre/RS. Reunimos artistas, empreendedores, marcas e serviços da indústria criativa, no formato de uma programação contínua e diversificada em uma série de debates, mentorias para novos negócios, shows, talks de sucesso, rodadas de negócios, showcases, exibições de documentários e lançamentos de livros. Nossa ideia é inspirar, provocar diálogos e proporcionar trocas de informações e novas oportunidades por meio da transformação social e o respeito às diferenças.

Site
Facebook
Instagram

Magnólia Festival (SC)

Eduardo Chagas

Fundado em Chapecó (SC), o Magnólia Festival é um festival de música, cultura e entretenimento que crê na diversidade artística e representatividade humana e cultural como potentes transformadores comunitários e socioeconômicos.

Site
Facebook
Instagram

Marmotas (MG)

Único festival independente da região do Médio Piracicaba/Mg, que tem como principal proposta estimular a valorizar os artistas e a cena autoral.

Facebook 
Instagram

Marthe Festival (PI)

Fernando Castelo Branco

A MARTHE surgiu em 2017, como um palco na edição do Dia da Música daquele ano, o intuito era dar espaços para novas produções autorais da cidade de Teresina e do estado, bem como mesclar com nomes da região e nacionais, ocupando os mais diversos espaços de cultura da cidade de Teresina com música e outras linguagens artísticas atreladas a música, como Cinema, artes visuais, fotografia, entre outras. Em 3 edições, foram mais de 100 apresentações, com mais de 50 nomes do Piauí, nos festivais, prévias e sideshows.

Facebook
Instagram

 

 

Marreco (MG)

Fotos Moviola – Mídia Livre – Ana Moraes, Bruna Freitas, Olivia Franco e Júnior Silva

O Festival Marreco se fez a maior iniciativa cultural em Patos de Minas, fomentando a arte autoral e independente, em ações de revitalização do espaço público e principalmente na diversidade cultural e humana, um feito que foi reconhecido nas maiores feiras de música de Minas e do Brasil. Livre de rótulos e preconceitos o Marreco sempre prezou pela diversidade artística, o fomento da nova música brasileira, o debate social e ambiental, contribuindo com a formação humana de cada um que acompanhou todos esse 12 anos de ações!

Facebook
Instagram

 

MA_SSA (BA)

O projeto propõe ocupações, qualificação e revitalização de espaços públicos no município de Salvador que caíram em desuso e seguem degradados. O objetivo é proporcionar aos moradores o contato, a compreensão e o reconhecimento das artes e da cultura, construindo um novo olhar de apreciação estética sobre a cidade. Para isso, algumas ações têm caráter estruturante e de continuidade ao longo do mês. A ideia é trazer aos moradores convivência diária com as artes, fazendo com que a cultura se aproprie do espaço público e seja inserida no cotidiano da população. O estímulo para que as comunidades dos entornos voltem a utilizar tais equipamentos se dará através da promoção de atividades formativas para crianças, jovens, adultos e idosos, além da convergência entre a música e as artes de rua que vão do graffiti ao estêncil, passando por stickers, poster-bombs, intervenções, instalações, flash mob, através da realização eventos gratuitos.

Site
Facebook
Instagram

MIMO Festival (RJ, SP e PE)

Foto: Divulgação / Victor Jucá

Acumulando mais de 50 edições em importantes cidades do Brasil e da Europa, 17 anos de existência e mais 1,8 milhão de público, MIMO é um festival internacional inteiramente gratuito que se realiza anualmente desde 2004, idealizado pela empresária Lu Araújo (que também assina a curadoria), tendo como pilares à cultura, o patrimônio e à educação. Sua programação está voltada para a universalidade da música, através de shows, filmes, poesia, workshops, palestras e um programa educativo de alto nível. O lineup prioriza a diversidade artística e a vanguarda na produção musical.

Site
Facebook
Instagram

 

Morrostock (RS)

Vitória Proença

O Morrostock é um festival de música, sustentabilidade e utopia, realizado há 14 anos no interior do Rio Grande do Sul em zina rural. Feito com muita determinação, dedicação, curadoria colaborativa e uma equipe apaixonada pela ideia, o festival acontece com um grande acampamento ao ar livre, onde o público compartilha experiências com compositores, bandas e artistas de todas as artes e de todas as partes do país em meio à natureza.  É o grande encontro de contracultura do Rio Grande do Sul apresenta, além de shows incríveis – sempre com recortes da nova cena da música nacional – oficinas, teatro, feiras, debates, gastronomia, sustentabilidade, práticas de permacultura e bioconstruções. 

Site
Facebook
Instagram

Mundo (PB)

Festival de música e cultura independente que acontece na capital da Paraíba desde 2005.

Mutamba Festival de Música (PB)

Festival de Música produzido coletivamente por profissionais da música de diferentes regiões do Cerrado, que irá circular por municípios deste bioma. As duas primeiras edições do Mutamba aconteceram no formato de festival de lives com transmissão pela internet.

Instagram

Música Transforma (DF)

A primeira edição foi incrível , música espalhada pela cidade, gratuita e com uma curadoria que trouxe a nova música instrumental do Brasil pra Brasília.

A edição de 2019 do Festival Música não é Barulho | Música Transforma contou com a apresentação dos seguintes artistas:

Amaro Freitas (PE)
Esdras Nogueira (DF)
Mariá Portugal (SP) + Thiago França (SP)
ATR (SP)
Muntchako (DF)
Duo BAVI – Berimbau Aparelhado Violão Inventável (BA)

Música Estranha (SP)

Festival de música experimental e arte sonora com foco em inovação e intercâmbio artístico, o Música Estranha busca divulgar e fortalecer a cena brasileira de música de invenção, promovendo sua projeção e intercâmbio com cenas regionais, nacionais e internacionais. O projeto tem como objeto a realização de apresentações ao vivo e virtuais, intervenções em espaço público, residências artísticas, oficinas e palestras, reunindo ensembles, músicos, compositores, estudantes de música, artistas visuais, DJs e produtores, brasileiros e estrangeiros.

Facebook
Instagram

Ninja (SP)

Mídia NINJA

Durante os últimos anos lutamos lado a lado de mulheres, artistas, indígenas, negros e negras, LGBTQI+, hackers, ambientalistas, veganos, cineastas, dançarinos, artistas plásticos, professores, estudantes, metalúrgicos, sem terra, sem teto, moradores de rua, prostitutas, crentes, cientistas, músicos, ciclistas, canabistas, designers e garis. Juntos, nas ruas e nas redes. Dividimos nossa trajetória com centenas de personagens que nos ajudaram a chegar até aqui. Agora é hora de reunirmos toda esta inteligência coletiva em um grande evento: o Festival Ninja, que reúne música e ativismo.

Facebook
Instagram
Site

No Ar Coquetel Molotov (PE)

Tiago Calazans

O festival No Ar Coquetel Molotov é um evento de música e cultura que vem sendo realizado desde 2004 e que abrange diversas formas de expressão artística impulsionando a carreira de novas bandas, cantores e cantoras. O evento já foi realizado em cidades como Recife, Salvador, São Paulo, Belo Jardim e Belo Horizonte.

Facebook
Instagram
Site

Novas Frequências (RJ)

Rafaela Rocha: SynaesthEat Chakras (BR)

Festival internacional de música experimental, arte sonora e inovações musicais.

Facebook
Instagram
Site

Orgulho Goiás (GO)

Orgulho Goiás – Um Festival Cultural para celebrar a Diversidade a programação que preza pela diversidade, distribuída entre talks, oficinas, performances, Dj sets e shows.

Facebook
Instagram

Paralelo Sonoro (GO)

Mídia NINJA

O Maior Festival de Música independente e Cultura Jovem do interior de Goiás, realizado anualmente desde 2009. 

Facebook
Instagram

Percurso (SP)

Festival Percurso destaca as raízes da Economia Solidária nas Periferias Realizado pela Agência Popular Solano Trindade shows, palestras, intervenções culturais, programação infantil e atividades de incentivo ao empreendedorismo. O evento destaca o cenário da economia criativa e solidária produzida por artistas, coletivos, grupos culturais, artesãos e empreendedores das periferias. Festival propõem a troca de saberes entre ancestralidade e a nova geração. 

Facebook
Instagram

Polifonia (RJ)

O Polifonia é um festival de médio porte do Rio de Janeiro que tem como principal objetivo retomar a tradição carioca de festivais que apresentem artistas em ascensão na cena musical brasileira.

Facebook
Instagram

Pôr do Som (RN)

Festival realizado no Verão Potiguar (Rio Grande do Norte), reunindo artistas em sua maioria do Nordeste brasileiro sempre em praias do estado. As 3 primeiras edições aconteceram no município de Parnamirim nas praias de Pirangi e Cutuvelo. Já se apresentaram nas três adições Chico César, Attooxxa, Letrux, Siba, Academia da Berlinda, Eddie, Luisa e os alquimistas, Mombojó, Dusouto, Seu Pereira coletivo 401, Sinta a Liga Crew, Jéssica Caitano, Orquestra Greiosa e muito mais.

Facebook
Instagram

Primavera, Te Amo (SP)

Felipe Gabriel

Festival/Festa em formato híbrido com foco 100% em música brasileira. A “Primavera, Te Amo” tem objetivo de fomentar e dar espaços a novos artistas da cena musical brasileira independente e apresentar esses artistas para um novo público, expandindo seu alcance. Além de criar debates, Feiras e Performance.

Instagram
Facebook

Radioca (BA)

Desde 2015, com cinco edições anuais já realizadas, o soteropolitano Festival Radioca mergulha na música brasileira, valorizando sua diversidade, misturando diferentes estilos e incentivando o público a se deparar com o novo. Originada do Programa Radioca, veiculado na Rádio Educadora FM Bahia desde 2008, a curadoria busca apresentar artistas e acontecimentos musicais relevantes, numa identidade que acredita na inovação, escapa de obviedades, fisga tendências e coloca em contato, numa mesma plateia, gente de múltiplos interesses, consolidando o lema de “A música que você ainda vai ouvir”. Realizado pela Tropicasa Produções, e figurado entre os principais eventos musicais do país, o Radioca já levou aos seus palcos 53 shows de artistas e bandas de 13 estados de todas as regiões do Brasil. Em suas locações, que já ocuparam diferentes espaços sempre nas imediações do Centro Histórico de Salvador, é destaque uma ambientação própria, personalizando o acolhimento ao público com belas surpresas e variados serviços. Também são oferecidas atividades de formação voltadas a artistas, produtores e demais profissionais do campo da música, tendo em vista o fortalecimento da cena local. A curadoria é feita pelo jornalista Luciano Matos, os músicos Roberto Barreto e Ronei Jorge e a produtora Carol Morena, que também assina a coordenação geral.

Facebook
Instagram
Site

Rec-Beat (PE)

Hannah Carvalho

Com 25 anos de existência, o Rec-Beat está entre os maiores e mais importantes festivais de música do Brasil. É realizado no sítio histórico da cidade do Recife, ao ar livre e gratuito, durante os dias de carnaval. Com uma programação diversa e democrática, o Rec-Beat oferece uma experiência única aos amantes da música e da folia, levando para um grande público, superior a 80 mil pessoas, sonoridades de todo o mundo, novas tendências nacionais e internacionais e nomes históricos da música brasileira. O festival também programa atrações infantis, com o Recbitinho.

Facebook
Instagram
Site

Rojão de Brasília (DF)

 

Davi Mello

O Rojão de Brasília é um grande evento que homenageia o Dia Nacional do Forró com uma programação totalmente gratuita na Praça da Torre de TV.

Facebook
Instagram

Reverbera - Mulheres nas artes (DF)

Conferência e Plataforma para produtoras mulheres do setor da música.

Instagram

Revirada - Festival de Ano Novo e Colônia de Férias (SC)

Festival de Ano Novo que, além da música, integra atividades de colônia de férias à sua programação, que conta com acampamento incluso

Facebook
Instagram

Ribuliço (RN)

Festival de música independente e alternativa realizado no interior do estado do Rio Grande do Norte

Facebook
Instagram

Rock na Praça (RS)

Bruno Willy

Criado em 2002 o Rock na Praça se consolidou aos longos dos anos como o efervescente palco do rock sulista alternativo, passagem obrigatória de artistas consagrados e espaço garantido a músicos em início ou consagração de carreira. Já são mais de 1.000 shows realizados, em mais de 100 edições de festival, com a participação de bandas brasileiras e internacionais, bandas da Austrália, Uruguai, Chile e Argentina.

Facebook
Instagram

Serra Folk (RJ

Festival Folk, realizado em meio a Mata Atlântica, na cidade de Cachoeiras de Macacu – RJ.

Facebook

 

Saravá (SC)

Fotos por @caminitediciones e @agoacevedofotografia

O Festival Saravá realizou 6 edições de 2017 até hoje, com a proposta de apresentar muita música autoral de qualidade e inovadora, reunindo artistas expressivos da cena musical independente catarinense e nacional. O Festival busca proporcionar cada vez mais diversidade cultural e de gênero, união entre todos os seres humanos e reconhecimento de cada vez mais artistas na região sul do país. Outra preocupação também do evento é a tentativa de agregar cada vez mais bandas com integrantes do gênero feminino, no intuito de motivar que as mulheres tenham mais acesso ao meio musical, assim como maior representatividade dos negros e transexuais. Somos um Festival que visa movimentar e valorizar a cena independente da cidade de Florianópolis, do Estado de Santa Catarina e do Brasil. E isso não permanece apenas na música, também buscamos incentivar as artes em geral, com performances artísticas, oficinas, exposições e outras apresentações.

Facebook
Instagram
Site

 

SambaRap Festival (RJ)

Michelle Castilho

Festival de Cultura com raiz periférica que deixou marcas na cultura nacional como o Samba, o Rap, o Funk … São Shows, Aulas e Conversas que ensinam, despertam e sensibilizam para a riqueza da cultura brasileira.

Site
Facebook
Instagram

Semana Internacional de Música de SP - SIM São Paulo (SP)

Hannah Carvalho

A SEMANA INTERNACIONAL DE MÚSICA DE SÃO PAULO – SIM SÃO PAULO, realiza uma programação especial dedicada à música, com atividades multidisciplinares que visam à capacitação e treinamento, como palestras, debates e workshops, bem como realização de shows e painéis com convidados nacionais e internacionais.

Site
Facebook
Instagram

Sertão Alternativo (PE)

Cannibal

Acontece em Afogados da Ingazeira – PE e é o maior festival independente de artes integradas (ênfase na música) do Sertão pernambucano, que busca valorizar e dar visibilidade a artistas do Sertão do Alto Pajeú, dialogando com a cultura produzida em outras regiões do estado e na capital. É engajado sociocultural e politicamente e integra as lutas das mulheres, da população negra, de todos os LGBTIA+, prezando pela curadoria de artistas que representem esses grupos e/ou contribuam com essas militâncias e a transformação social.

Facebook
Instagram

Se Rasgum (PA)

Caio Brito

Desde o início dos anos 2000, a Se Rasgum já realizou centenas de eventos que deram oportunidade a mais de 600 bandas locais, nacionais e internacionais de apresentarem seu trabalho autoral para o público paraense e imprensa especializada. Além das festas realizadas desde 2003, a produtora idealizou o Festival Se Rasgum, com 14 edições, é um dos maiores festivais da região Norte em seu nicho de mercado e considerado um dos festivais de música independente mais importantes do País. Os meses de novembro em Belém têm a marca do Festival Se Rasgum que, a cada ano, ganha mais notoriedade na cena e no mercado de música da região, como também no Brasil inteiro. Um caldeirão musical na Amazônia, o evento reúne shows de diferentes gêneros e ritmos musicais promovendo misturas e parcerias inéditas e inusitadas. Tecnobrega, samba, carimbó pau-e-corda, indie, psicodelia, lambada, eletromelody, trap, MPB e funk foram alguns dos estilos que passaram pelo palco do evento. Realizando à beira do Rio Guamá, o festival é um ponto de encontro da nova música brasileira, reunindo medalhões da discografia nacional, além de uma vitrine para apostas da cena paraense de música, integrando as Seletivas Se Rasgum como oportunidade democrática de tocar no evento. Além dos shows, que se estendem por todo um final de semana, o Festival ainda promove uma conferência sobre mercado musical e cultural chamada Music on the Table, oportunidade de compartilhamento e fomento de novas ideias, além de promover uma rodada de negócios para compra e venda de shows. Outro marco do evento é a responsabilidade social e ambiental que permeia a produção. Diversas ações são realizadas com bairros periféricos, comunidades ribeirinhas e com o público dos shows com objetivo de conscientização socioambiental e de conter os danos causados pela produção do evento, como a produção de lixo. Algumas das ações são a utilização de copos retornáveis, o plantio de mudas, ações de formação musical e profissional em comunidades, o incentivo e investimento em agricultura familiar, comunitária, social e livre de agrotóxicos.

Site
Facebook
Instagram

Somas _ Parada Musical de Mulheres (AM)

FESTIVAL SOMAS _ Parada Musical de Mulheres propõe programação artística e de formação/reflexão exclusivamente protagonizada por mulheres, na cidade de Manaus/AM. Mulheres artistas e demais profissionais da cultura compartilham conhecimentos e vivências na área da música, outras artes e mercado criativo, com shows, oficinas, rodas de conversas e pitchings. O Festival tem como objetivo potencializar o cenário artístico-musical da cidade de Manaus, tornando cada vez mais acessível e viável para o desenvolvimento de trabalhos protagonizados por mulheres, profissionais em início de carreira e também já estabelecidas, inclusive estimulando trocas e iniciativas coletivas entre elas. O Festival aconteceu em 2018 e 2019, ocupando com shows espaços como o Teatro Amazonas, Teatro Gebes Medeiros e com atividades de formação e reflexão o Centro Cultural Rio Negro e estúdios de ensaio e gravação. 

Facebook
Instagram

Sonido (PA)

Caio Britto

Em 2015, mais um festival nasceu em Belém: Sonido – Música Instrumental & Experimental. O Festival surgiu não de uma necessidade, mas de uma vontade em experimentar a música, as cores e a sensação de estar dentro de um dos cartões postais da cidade, o Mercado de Carnes Francisco Bolonha. Em junho daquele ano, o Ver-O-Peso recebeu três dias de muita música, com 12 bandas e artistas instrumentais que experimentaram novos sons, ambientes e cores. E desde então, esse formato tem se repetido com sucesso por quatro anos. Produzido pela Se Rasgum Produções, o Festival Sonido reúne 12 artistas em sua programação musical dividida em 3 dias de evento, sendo 4 apresentações por dia. São 6 shows de artistas locais – experimentando novos formatos e apostando em apresentações exclusivas, 6 artistas convidados de outras regiões do Brasil, com objetivo de gerar conexões e intercâmbios musicais de fora do estado. O Sonido segue aberto ao público, reunindo crianças, adultos, famílias e pessoas de todas as faixas etárias, trazendo todo mundo para viver sua Belém cheia de cores, sons e sabores, além de vida cultural e renda aos permissionários do Mercado Francisco Bolonha. A quinta edição do Festival Sonido – Música Instrumental & Experimental teve que ser adiada para o ano de 2021, devido a pandemia do novo Corona Vírus. Quando possível a sua realização, o Festival seguirá proporcionando o encontro do público com artistas paraenses e nacionais no cenário da música instrumental.

Site
Facebook
Instagram

Suíça Bahiana (BA)

Fotos: Duane Carvalho, Raisa Lima e Nagual Pardo (Revista Gambiarra)

Festival de música que acontece desde 2010 em Vitória da Conquista – BA, sendo um dos mais importantes e consolidados do estado.

Facebook
Instagram

 

Timbre (MG)

Festival existe desde 2012 em Uberlândia-MG, já foram seis edições realizadas até 2019.

Facebook
Instagram

Toroh Festival (PB)

Festival independente de música alternativa realizado pela agência e produtora Toroh Música&Cultura. Em 2021 aconteceu o Toroh Webfestival, pela primeira vez uma edição online devido a Pandemia da Covid-19, contando com shows, painéis, entrevista e o I Prêmio Toroh de Música Independente da Paraíba.

Site
Facebook
Instagram

Umbuzada, Mais Que Sonora (BA)

Sergio de Sá

O Umbuzada Sonora é um dos mais relevantes festivais de música independente do interior do Brasil, com 7 edições realizadas desde 2010. Inclui ações de Artes Visuais, Audiovisual e Música. Projeto selecionado pelo edital OI FUTURO 2019.

Facebook
Instagram

Verão na Montanha Cunha Fest - Thais Lucas (SP)

Cunha é sede de um dos mais importantes festivais de música da região, com apresentações gratuitas no centro da cidade. A programação traz no line-up mais de 10 apresentações entre o palco principal e intervenções musicais espalhadas pela cidade. A proposta visa projetar o município, nacional e internacionalmente, através de um festival de música, com shows de nomes poderosos e renomados, inseridos numa das mais belas paisagens do Brasil e tem como objetivo movimentar a cidade com muita música de qualidade fora da temporada de inverno, misturando vários ritmos desde o soul até o rock, do pop a música brasileira, acrescentando o tempero do jazz e do blues. O Verão na Montanha Cunha Fest tem como conceito apresentar ao público a riqueza de bandas nacionais e encontros inusitados, proporcionando diferentes experiências dentro e fora do palco, reunindo público e artistas de diversos estilos e regiões do Brasil. A escolha das atrações musicais não é aleatória, resulta de pesquisa, experiência e afinidades artísticas, sempre pensando na qualidade musical. 

Facebook
Instagram

Vaca Amarela (GO)

Festival de música e artes integradas que acontece ha 18 anos em Goiânia, já tendo uma edição realizada no Rio de Janeiro durante as Olimpíadas de 2014 na Fundição Progresso. Festival tem a diversidade e a localidade como principal foco.

Facebook
Instagram

Varadouro (AC)

Festival de Música independente com ênfase para música amazônica brasileira e latina.

Facebook
Instagram

Virtuosi (PE)

Flora Pimentel

Festival internacional de música que se realiza há 23 anos no Recife e outras cidades do Nordeste. Por duas vezes realizou tournée pela América Latina. O VIRTUOSI realiza no ano vários festivais entre eles o Virtuosi de Gravatá, o de Garanhuns, fazia o de Belo Jardim, Século XXI, Virtuosi Brasil e Virtuosi sem Fronteiras. Durante o evento o Virtuosi oferece além de concertos, master classes, palestras sobre música para leigos (Virtuosi Diálogos), programação para crianças (Virtuosinho), concertos nas comunidades, concertos sensoriais para pessoas com deficiência.

Site
Facebook

Yalodê - Festival Internacional de Cantoras Negras em Diáspora (DF)

Thais Mallon

O Festival de Cantoras Negras – Yalodê oferece à capital do país programação artística e oficinas gratuitas, protagonizadas por cantoras e compositoras negras. Uma Yalodê lidera e potencializa outras mulheres, de acordo com a cosmovisão de matriz africana e esse Festival é o espaço para um encontro das múltiplas e potentes identidades artísticas de mulheres negras da diáspora.

Facebook
Instagram

Zona Mundi - circuito eletrônico de som e imagem (BA)

Natália Reis

Festival de música e convergências com outras linguagens artísticas 

Site
Facebook
Instagram

Veja onde estão localizados os festivais associados à ABRAFIN!

Afete-se (DF)
Bananada (GO/SP)
Bocadim – Festivalzim LGBTQ+ (DF)
Coração Candango (DF)
Goyaz Festival (GO)
Festival Acorda (DF)
Festival Elemento em Movimento (DF)
Festival Haynna e Os Verdes (DF)
Festival Ilumina (GO)
Festival Móveis Convida (DF)
Festival Paralelo Sonoro (GO)
Festival Rojão de Brasília (DF)
Festival Yalodê (DF)
Imagina No Carnaval (DF)
La Bomba Latina (GO)
Música Transforma (DF)
Mutamba Festival de Música (GO)
Orgulho Goiás (GO)
Pequi Sound Sessions (GO)
Reverbera – Mulheres nas artes (DF)
Vaca Amarela (GO)

Arvo Festival (SC)
Balaiada (RS)
Bradamundo (SC)
Distrito Jazz (RS)
Domingueira no Lago (RS)
Festival Congresso Bruxólico (SC)
Festival Saravá (SC)
Magnólia Festival (SC)
MATE – Música, Arte, Tecnologia e Educação (RS)
Morrostock (RS)
Revirada – Festival de Ano Novo e Colônia de Férias (SC)
Rock na Praça (RS)

Arrastão Cultural (SP)
Bourbon Folk & Blues (SP)
Bourbon Festival Paraty (RJ)
Breve Festival (MG)
Bourbon Street Fest (RJ)
Circuito Instrumental (MG)
Caipiro Rock (SP)
Cardápio Underground (SP)
Divas Pride Festival (SP)
Faro (RJ)
Festival Contato (SP)
Festival LapaJazz (RJ)
Festival CasaBloco (RJ)
Festival Circadélica (SP)
Festival Febre (SP)
Festival Fora da Casinha (SP)
Festival Geleia (SP)
Festival Marmotas (MG)
Festival Marreco (MG)
Festival Ninja (SP)
Festival Novas Frequências (RJ)
Festival Percurso (SP)
Forró da Lua Cheia (SP)
Grito Rock (SP)
Hiphop.Doc Festival (MG)
Joâo Rock (SP)
MIMO Festival (RJ, SP e PE)
Música Estranha (SP)
Polifonia (RJ)
Primavera, Te Amo (SP)
SambaRap Festival (RJ)
Serra Folk (RJ)
SIM São Paulo (SP)
Timbre (MG)
Verão na Montanha Cunha Fest (SP)

Bicicleta Sem Rodinhas (PB)
BigBands (BA)
BR 135 (MA)
Cangaço Rock Fest (PE)
Consciência Negra (PE)
Do Bosque (PE)
Do Sol (RN)
Dopesmoke Festival (BA)
Em(cantos) Nordestinos (BA)
Feira da Música (CE)
Feira Noise Festival (BA)
Fest Bossa & Jazz Festival (RN)
Festa da Música no Maranhão – FMM (MA)
Festival de Música da Juvantude de Fortaleza – FMJF (CE)
Fica Dendi Casa (BA)
Guaiamum Treloso Rural (PE)
Internacional de Flamenco & Culturas Ibéricas – FLIB (BA)
Internacional da Sanfona (BA)
Jazz do Capão (BA)
Jazz Trancoso (BA)
Lado BA – panorama de música e mercado (BA)
Marthe Festival (MG)
MA_SSA (BA)
MIMO Festival (RJ, SP e PE)
Mundo (PB)
No Ar Coquetel Molotov (PE)
Radioca (BA)
Rec-Beat (PE)
Ribuliço (RN)
Pôr do Som (RN)
Sertão Alternativo (PE)
Suíça Bahiana (BA)
Toroh Festival (PB)
Umbuzada, Mais Que Sonora (BA)
Zona Mundi – circuito eletrônico de som e imagem (BA)

Até o Tucupi (AM)
Somas _ Parada Musical de Mulheres (AM)
Facada Fest (PA)
Festival Sonido (PA)
Se Rasgum (PA)
Varadouro (AC)

  • CENTRO-OESTE 23,6% 23,6%
  • NORTE 6,9% 6,9%
  • NORDESTE 25% 25%
  • SUL 11,1% 11,1%
  • SUDESTE 33,3% 33,3%